Login
Registar
  • por
  • spa
  • eng
  • br
Tratores Agrícolas Novos 2016

Mercado de tratores agrícolas em Portugal

Barreira dos 5.000 tratores finalmente ultrapassada.
Estaremos num momento de viragem?

Depois de vários anos em que a barreira dos 5.000 tratores era absolutamente intransponível e parecia estar para ficar, em 2016 esse limiar foi finalmente ultrapassado.

Tal facto não deverá ser alheio a um melhoramento, ou melhor dizendo, desagravamento económico, que fez com que os agricultores voltassem a pensar em investir em equipamentos, visto o parque estar bastante envelhecido e a precisar de sensíveis melhorias. Esperemos que este desanuviamento continue durante 2017 e que o aumento nas vendas não seja apenas um intervalo num período péssimo para o mercado de tratores agrícolas em Portugal!

Olhando concretamente para o mercado de 2016 as vendas cresceram 16,13% relativamente a 2015. Este forte incremento deu-se essencialmente na segunda metade do ano.

Por marcas, a líder em vendas foi novamente a New Holland com 920 tratores vendidos e com um aumento de quota para 17,43%. Excelentes números vêm sendo alcançados também pela Kubota que, agora, além dos já tradicionais tratores compactos começa a mostrar a sua força nos tratores de média potência, com 772 unidades vendidas e uma quota de 14,63%. A terceira posição é para a John Deere que diminuiu ligeiramente o número de equipamentos vendidos (passando de 487 para 472), mas perdendo mais alguma quota (de 10,72 para 8,94%). Em seguida aparecem as marcas do Grupo SDF (Deutz-Fahr, Same e Lamborghini) com um interessante aumento de quota e de números absolutos. Na verdade, se juntarmos todas as marcas atrás referidas à Hurlimann que também pertence ao mesmo grupo mas que em Portugal é distribuído por outra empresa (Moviter) chegamos aos valores mais elevados no que a um grupo empresarial diz respeito (1216 unidades) frente às (1040 unidades do grupo CNH Industrial formado pela Case IH e pela New Holland - além da Steyr que não teve qualquer venda em Portugal no ano passado).

Existiu outro fator que afetou o mercado de tratores no ano 2016. Trata-se da falência do mais antigo grupo de comércio de tratores em Portugal - o Grupo Tractores de Portugal. Em virtude deste encerramento a venda daquelas que eram as suas marcas: Massey Ferguson, Kioti, Iseki e Yanmar viu-se muito afetada, especialmente a partir de meio do ano, o que fez com que as vendas naturais dessas marcas migrassem para os concorrentes mais diretos.

Esta alteração poderá ainda afetar ligeiramente 2017 pois apesar da representação da Kioti já estar entregue à Ascendum e da Iseki passar para o âmbito da Moviter, a comercialização da Massey Ferguson e da Yanmar ainda não está completamente definida, o que fará com que, pelo menos nos primeiros meses do ano, as suas vendas continuem residuais.

Houve ainda outras marcas que sofreram alterações de importador durante 2016 ou no início de 2017: A Claas que passou a ser distribuida diretamente pela Claas Ibérica; a Branson que passou da Sotrac para a Entreposto Máquinas; e a Mitsubishi que fez o caminho inverso passando da Entreposto Máquinas para a Sotrac;

Analisando pelo tipo de tratores, temos um forte domínio da Kubota nos tratores compactos, com 22,37% da quota de mercado. Nos convencionais o grande destaque vai para a New Holland que lidera com 21,63%. No que diz respeito aos tratores especializados a New Holland lidera também confortavelmente com 21,62% do mercado.

Relativamente ao mercado por escalões de potência várias são as marcas que dominam dependendo da classe de potência a analisar. Assim em potências até 19 kW o líder é a Kubota, de 19 a 25 kW o número 1 é a New Holland, de 26 a 29 kW existem dois líderes, Kubota e LS, de 30 a 39 kW ganha destaque a Kubota, dos 40 aos 73 kW o líder é novamente a New Holland, dos 74 aos 110 kW aparece em primeiro lugar a John Deere, dos 111 aos 147 kW volta a dominar a New Holland, dos 148 aos 184 kW a liderança muda de mãos para a Fendt e, finalmente, nos tratores com mais de 184 o líder é a New Holland seguido de muito perto pela John Deere.

A classe de potência com mais tratores vendidos em Portugal é a que se encontra entre os 40 e os 59 kW.

2017 confirmar-se-á certamente como um bom ano, na esperança que o Portal Comércio Máquinas possa contribuir, como sempre tem feito, para o sucesso deste setor.

Estatísticas Globais Mercado Tratores 2016 Estatísticas por Potência Mercado Tratores 2016